5 Dicas para Aumentar Sua Presença de Palco

Eu acredito fortemente que a presença de um músico faz toda a diferença. Ele pode não ter um talento excepcional, até sua música pode não ser a melhor, mas, quando sua presença de palco, sua maneira de expressar sua mensagem é intensa, as deficiências praticamente não aparecem.

O que pouca gente sabe é que esse assunto pode ser aprendido. Se você não faz parte do seleto time que “já nasce sabendo”, calma, nada está perdido.

Dica 1 – Faça o seu público sentir segurança

Não tem nada pior do que assistir um músico “se contorcer” para tentar agradar o público. Esteja seguro do que vai fazer. Se garanta em cima do palco. Essa é a primeira coisa que o seu público quer de você.

Não se força uma presença de palco. É um comportamento espontâneo que se exterioriza através de alguém que sabe muito bem onde está pisando. Então, claro, domine seu instrumento, suas músicas. Você não é obrigado a ser um virtuoso instrumentista pra isso. É ter o mínimo de comprometimento em comunicar sua mensagem.

A partir daí os passos para encantar seu público serão menores e mais rápidos.

Dica 2 – Perceba que o show não é para você

Você deve curtir o show, vibrar com o que está fazendo, mas, nunca se esqueça: Esse evento não te pertence, é do público!

A verdade é que nós músicos somos um pouco “narcisistas” quando percebemos que tem gente ali, pronta pra assistir o que iremos fazer e nessa hora, é mais do que comum nos isolarmos e esquecermos que aquelas pessoas estão na expectativa de algo que devemos mostrar.

É preciso saber como elas se sentem, o que esse público aspira, que dinâmica de show pode impactar essa audiência. Um exemplo clássico: Ao invés de começar um setlist disparando uma sequência de músicas de forma ininterrupta, intercale momentos de diálogo, faça perguntas rápidas logo no início da apresentação para saber a “vibe” dessa galera.

Renato Russo era mestre nisso. Quem não se lembra da pergunta “vocês estão prontos?” que ele fazia em 90% dos shows da Legião Urbana, logo de cara? Na resposta ele sentia a energia que estava ali guardada e com essa informação preliminar todo o show era moldado.

Dica 3 – Dê o que o público quer

Ninguém paga o ingresso para assistir um show que se poderia ver confortavelmente em casa, na TV ou internet. Os grandes artistas sabem o que suas platéias querem, e eles estão bem preparados para dar isso a elas. Pense: Isso o que irá fazer é “mais do mesmo”? Amanhã, esse público lembrará do que está fazendo?

Dica 4 – Saia da zona de conforto

Fazer o que sempre deu certo uma hora dará super errado, anote aí. Quando nos condicionamos a realizar a mesma coisa seja por medo de alçar novos vôos ou por mera preguiça, tendemos a demonstrar cada vez menos energia. Faça algo pela primeira vez e comprove o que estou falando. O medo de errar, a tensão, tudo isso combinado à sua vontade de fazer a coisa certa podem gerar uma catarse coletiva na sua apresentação.

Dica 5 – Traga à tona seu lado “Freddy Mercury”

Freddy Mercury no palco era incontrolável. Parecia não se importar estar diante de 200.000 pessoas. Agia para causar o máximo de impacto com foco na repercussão positiva do seu show.

Todos nós temos um lado corajoso, audacioso, desbravador, influenciador, um lado “Fredy Mercury”. Você pode dizer que não possui, mas, não se engane, você tem.

Quando éramos crianças, chorávamos descontroladamente em busca de atenção. Queríamos alcançar nossos objetivos (uma mamadeira, uma chupeta, um carinho) sem nos preocuparmos com o que as pessoas iam pensar. Que se dane o barulho e essas pessoas olhando! A gente queria algo e não media esforços para ter aquilo até conseguir. E conseguíamos. ????

Você tem um lado “Freddy Mercury” que talvez o tempo, as palavras do mundo ou sua própria mente tenha enterrado.

Traga esse cara à tona e ninguém poderá te segurar.

Fonte: O Palco Digital

Compartilhe por aí

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pular para a barra de ferramentas